sexta-feira, 27 de janeiro de 2023

Aos 17 anos, estudante do interior do Ceará vai ser astronauta

 


Curiosa sobre o mundo e seus por quês, a cearense Maria Larissa Pereira, 17 anos, ou Larittrix, como prefere ser chamada, decidiu, ainda nova, o que olhar as estrelas fazia parte de seu grande propósito de vida. “Certa noite, estava com minha avó na varanda de casa e me veio vários questionamentos. Perguntei tudo a ela. Uma das curiosidades foi sobre o nome das estrelas e ela foi logo me apontou as Três Marias e parte da constelação de Orion. Mas como vovó não sabia muito a ponto de responder as outras, ficou por isso mesmo”, recorda.

Hoje, a jovem é reconhecida por seus esforços para levar a astronomia a adolescentes tão ou mais decididas a mudar o mundo quanto ela, que será astronauta análoga, ou seja, participará de experiências na Terra por meio da Wogel Electronics Art (WEA).

Segundo Larittrix, trata-se de uma oportunidade de treinamento única. Referência no exterior, a modalidade chegou recentemente ao Brasil. “A Wogel sempre foi um sonho para mim. Achava que não me encaixava naqueles padrões, até por ser um curso caro. Nunca pensei em ganhar uma bolsa e ir para Brasília e, melhor ainda, patrocinada e com bolsa integral”, diz.

Larittrix é medalhista em olimpíadas acadêmicas estaduais, nacionais e internacionais. Durante sua trajetória como cientista cidadã, já detectou 11 possíveis asteroides e aproximadamente 2 mil galáxias no espaço. Para vir até Brasília participar da formação de dois dias, ela conta com o patrocínio financeiro da Prefeitura do Município de Pires Ferreira (CE), onde mora, da Faculdade de Engenharia de Sorocaba (Facens), e das empresas Força Meninas e Medalhei Olimpíadas Científicas.

“Ganhei esse prêmio por ter mandado um pedido para a Wogel e por ter sido indicada pela Lorrane Olivlet, do Grupo In Space. Sou muito grata a todos, de coração, por tanto incentivo. Espero experimentar, de fato, a Astronáutica de modo prático e lúdico, que é a proposta da Wogel. Além disso, quero representar bem o Ceará”, afirma.

A estudante acumula mais de 50 certificados assinados e verídicos de cursos e semelhantes em nome da National Aeronautics and Space Administration (NASA), e 17 outros da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Universidade Federal do Ceará (UFC), Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e outras instituições de muita importância para a sociedade acadêmica e pesquisadores.

Recentemente, ela foi homenageada pela Câmara dos Vereadores de Pires Ferreira com Moção de Aplauso, sendo a primeira da idade a receber tal reconhecimento.

Para além da astronomia, o desejo de Larittrix é tornar-se educadora e divulgar a ciência. “Já tentei me contentar apenas com a Astronomia e as pesquisas em si, mas não consigo. Trago muito comigo essa responsabilidade social de ajudar quem precisa e democratizar o acesso à ciência”, explica. Um dos sonhos dela é estudar educação e astronomia no exterior e, quando retornar, ensinar tudo o que aprendeu e transformar a educação, principalmente nas escolas públicas. Sonha também em mostrar a beleza e a potência do modelo educacional STEM — sigla em inglês que reúne as áreas de ciência; tecnologia; engenharia e matemática.

Inf. Diário de Pernambuco

Nenhum comentário:

ebs serviços

ebs serviços
aluguel de maquinas

MAX FERRO

MAX FERRO
SANTA CRUZ E SANTA FILOMENA

LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLINICAS LABCENTER

LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLINICAS LABCENTER
.