quarta-feira, 19 de outubro de 2022

TSE determina que Bolsonaro se abstenha de falar que PT foi contra Auxílio Brasil

 


Presidente do TSE, ministro Alexandre de Moraes, determinou que, em caso de descumprimento da determinação, haverá multa de 100 mil reais para cada episódio

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Alexandre de Moraes, determinou que o presidente Jair Bolsonaro (PL) e a campanha do candidato à reeleição se abstenham de divulgar, em propaganda em rádio e TV ou nas redes sociais, informações falsas de que a bancada do PT teria votado contra o Auxílio Brasil e que o adversário Luiz Inácio Lula da Silva (PT) seria favorável ao coronavírus.

O magistrado decidiu que, em caso de descumprimento da determinação, haverá multa de 100 mil reais para cada episódio. Bolsonaro em vários discursos faz esse tipo de acusação ao suposto não apoio petista ao Auxílio Brasil.

Na decisão, Moraes destacou que a propaganda de Bolsonaro veiculada no último dia 16 se "descola da realidade, por meio de inverdades, fazendo uso de falas gravemente descontextualizadas" de Lula com o objetivo de "induzir o eleitorado à crença de que o candidato despreza a vida humana", assim como que o PT teria votado contra um programa de transferência de renda em momento delicado.

Inf. 247







Nenhum comentário:

ebs serviços

ebs serviços
aluguel de maquinas

MAX FERRO

MAX FERRO
SANTA CRUZ E SANTA FILOMENA

LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLINICAS LABCENTER

LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLINICAS LABCENTER
.