segunda-feira, 31 de outubro de 2022

Eliane Soares ajuda a ampliar votação de Marília Arraes e Lula em Santa Cruz

 



Foto: Jefferson Marinho

A prefeita Eliane Soares (Avante) comemorou bastante o resultado conquistado para presidente e governador no 2° turno das Eleições 2022, realizado nesse domingo (30/10), em Santa Cruz, Sertão de Pernambuco. Os candidatos à Presidência, Lula (PT), e ao Governo de Pernambuco, Marília Arraes (SD), ampliaram a votação em relação ao 1° turno. Eles tiveram a demonstração de apoio irrestrito da atual chefe do Executivo municipal

Os candidatos mais votados na cidade não foram necessariamente eleitos, já que esta é uma eleição de âmbito estadual e nacional. Lula foi eleito presidente pela 3ª vez. Já no PE, Raquel venceu Marília e é 1ª governadora. Os números abaixo se referem apenas aos votos em Santa Cruz.

Lula foi o candidato mais votado para a Presidência da República na cidade. Ele recebeu 8.645 votos, o equivalente a 88,04% do total da cidade. Já Jair Bolsonaro (PL) foi a escolha de 11,96% dos eleitores e recebeu 1.174 votos.

Lula teve mais número de votos que no primeiro turno, quando recebeu 8.429 (85,72%). Jair Bolsonaro recebeu mais número de votos que no outro pleito, em que registrou 1.140 votos, o equivalente a 11,59%.

Para o cargo de governador de PE, Marília Arraes recebeu mais votos em Santa Cruz, sendo a maior votação proporcional do Estado. Foram 7.905 votos (81,19% do total da cidade). Sua adversária, Raquel Lyra (PSDB), teve a preferência de 18,81% dos eleitores e registrou 1.832 votos.

Blog Charles lima

O 1º discurso de Lula como presidente eleito

domingo, 30 de outubro de 2022

Bolsonaro mantém silêncio e se recusa a receber ministros após derrota para Lula

 


Da Folha de S.Paulo

Uma hora depois de o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) ter declarado Luiz Inácio Lula da Silva (PT) eleito presidente do Brasil pela terceira vez, Jair Bolsonaro (PL) mantém silêncio e se reúne com o general Walter Braga Netto (PL), seu candidato a vice.

Segundo assessores da Presidência, Bolsonaro está no Palácio da Alvorada, onde ficou durante toda a tarde com seu filho Flávio Bolsonaro.

A Folha apurou que o presidente não quis falar ao telefone com ministros, nem recebê-los no Palácio após a derrota.

A vitória do ex-presidente Lula marca algo inédito desde a redemocratização: Bolsonaro é o primeiro presidente a perder a disputa à reeleição. O próximo dia 31 de dezembro, data em que se encerra oficialmente o mandato, marcará sua saída do cargo, mas não da cena política.

LULA É ELEITO PRESIDENTE PELA 3ª VEZ, PROJETA DATAFOLHA

 


SÃO PAULO

Luiz Inácio Lula da Silva foi eleito novamente presidente do Brasil. De acordo com projeção do Datafolha, o líder petista venceu o segundo turno da disputa, realizado neste domingo (30), ao derrotar o atual chefe do Executivo, Jair Bolsonaro (PL), o primeiro a não conseguir a reeleição.

Segundo dados da apuração realizada pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral) atualizados até as 19h05 deste domingo (30), Lula tem 50,50% dos votos válidos, contra 49,50% do atual presidente da República.

Para projetar a vitória de um candidato, o Datafolha acompanha os dados da apuração e, por meio de um sistema próprio, faz a projeção do resultado considerando o peso que cada mesoregião tem em relação ao total de eleitores de cada estado.

Quando há um número razoável de votos apurados em todas as mesoregiões, seguindo composição do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), há um ponto em que é possível estimar que um candidato não pode mais ser ultrapassado, e, portanto, projetar sua vitória.

Quando assumir, em janeiro, Lula, 77, será o mais velho ocupante do cargo na história. Será sua terceira passagem pelo governo, que liderou em dois mandatos (2003-2010).

Após a altamente incomum campanha de 2018, quando os brasileiros elegeram um obscuro deputado federal dono de um discurso radical de direita em reação à implosão vigente do sistema partidário tradicional, desta vez a maioria do eleitorado buscou conforto numa figura conhecida.

Com efeito, Lula passou a jornada eleitoral vendendo a ideia de uma volta ao passado, quando a economia mundial era outra e favorável ao Brasil. Os diversos escândalos de corrupção associados ao seu partido, o PT, mantiveram sua rejeição alta, acima dos 40%, mas o caráter plebiscitário do pleito foi pior para Bolsonaro, que sempre registrou ao menos 50% de ojeriza dos eleitores.

O então candidato petista não quis se comprometer com soluções claras para problemas centrais, de resto inexistentes também na retórica radical de Bolsonaro, que passou todo o seu mandato em uma escalada autoritária que culminou nas investidas contra o próprio sistema eleitoral que o gerou.

Desde 2020, fala-se abertamente acerca do golpismo do atual presidente e qual apoio ele poderia angariar, levando até a inusuais manifestações em favor da democracia brasileira feitas pelos EUA.


Folha de São Paulo

Raquel Lyra é a primeira governadora eleita em Pernambuco

 


Raquel Lyra (PSDB) é a primeira mulher eleita governadora de Pernambuco. Aos 43 anos, a tucana conquistou 58,87% (2.757.782) do votos no Estado, com 88,73% das urnas apuradas. Marília Arraes (SD) teve 41,13% (1.937.406).

Raquel já foi deputada Estadual de Pernambuco entre 2011 e 2016 e prefeita de Caruaru entre 2017 e 2022, além de secretária da Criança e Juventude do Estado.

Nascida no Recife, mas com carreria política em Caruaru, Raquel é filha de João Lyra Neto, ex-prefeito de Caruaru e ex-governador de Pernambuco, e de Mércia Lyra. É neta do ex-prefeito de Caruaru, João Lyra Filho, e sobrinha do ex-Ministro da Justiça Fernando Lyra (1913-1999).

A governadora eleita perdeu o marido Fernando Lucena no dia 2 de outubro, dia do primeiro turno da eleilção, vítima de um infarto fulminante. 

Raquel deixou a prefeitura de Caruaru no 31 de março de 2022, para disputar o governo. No dia 2 de outubro, ela terminou o primeiro turno com 20,58% dos votos.

JC PE

Apuração presidencial: Lula com 50,01% e Bolsonaro com 49,99%



Resultado de 67,76% das seções totalizadas até o momento para a presidência da República. Lula com 50,01% e Bolsonaro com 49,99%.

Apuração presidencial: Bolsonaro com 52,64% e Lula com 47,36%



Resultado de 0,30% das seções totalizadas até o momento para a presidência da República. Bolsonaro com 52,64% e Lula com 47,36%.


ACOMPANHE O RESULTADO VOTO A VOTO AQUI

Seis pesquisas apontam vitória de Lula e uma de Bolsonaro

 


Os brasileiros vão às urnas neste domingo (30/10) para decidir entre Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Jair Bolsonaro (PL). A disputa pelo cargo de presidente da República apresentou a maior polarização política que o país já viveu e, na véspera do pleito, a fotografia tirada pelos principais institutos de pesquisa é de uma disputa acirrada onde cada voto vai contar.

Correio Braziliense reuniu os sete últimos levantamentos do segundo turno, divulgados ontem, e apresenta a fotografia que os institutos tiraram do segundo turno das eleições.

Dos sete levantamentos, apenas um crava a vitória de Bolsonaro: o instituto Brasmarket. Os outros seis mostram vitórias de Lula. O Ipec apresenta a maior diferença em pontos percentuais, com 8 pontos, enquanto o Paraná Pesquisas apresenta a menor vantagem do petista, com apenas 0,8 p.p de vantagem sobre Bolsonaro.

Em todas as pesquisas, foram considerados apenas os votos válidos, a mesma métrica adotada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nas eleições, onde brancos e nulos são desconsiderados.

Datafolha

Lula (PT): 52%
Jair Bolsonaro (PL): 48%
Diferença entre os candidatos: 4 p.p para Lula

A pesquisa está registrada no TSE sob o número BR-08297/2022. 8.320 pessoas foram entrevistadas entre sexta-feira (28/10) e este sábado, em 253 municípios das 27 unidades da Federação. O levantamento foi contratado pela empresa Folha da Manhã, que edita o jornal Folha de S.Paulo, e pelo grupo Globo, ao custo de R$ 617.974.

Ipec

Lula (PT): 54%
Jair Bolsonaro (PL): 46%
Diferença entre os candidatos: 8 p.p para Lula

O levantamento entrevistou 4.272 pessoas entre quinta-feira (27) e sábado. Registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o nº BR-05256/2022, o levantamento foi encomendado pelo Grupo Globo pelo valor de R$ 514.446,81.

Atlas

Lula (PT): 53,4%
Jair Bolsonaro (PL): 46,6%
Diferença entre os candidatos: 6,8 p.p para Lula

O Instituto ouviu 7.500 eleitores em 1.830 municípios entre os dias 26 e 29 de outubro, por meio da metodologia do recrutamento digital aleatório (Atlas RDR). O índice de confiança do levantamento é de 95% e o registro da pesquisa no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) está sob o número BR-04838/2022.

Genial/Quaest

Lula (PT): 52%
Jair Bolsonaro (PL): 48%
Diferença entre os candidatos: 4 p.p para Lula

As sondagens foram feitas entre os dias 28 e 29 de outubro, por meio de entrevistas presenciais com mais de 2 mil eleitores. A margem de erro da pesquisa é de 2 pontos percentuais para cima ou para baixo, e o nível de confiabilidade é de 95%. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-05765/2022.

Brasmarket

Jair Bolsonaro (PL): 53,6%
Lula (PT): 46,4%
Diferença entre os candidatos: 7,2 p.p para Bolsonaro

O levantamento foi feito com 2.400 eleitores em 529 cidades de todo o país, entre os dias 21 e 25 de outubro. A margem de erro é de dois pontos percentuais com nível de confiabilidade de 95%. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número BR-08584/2022.

CNT

Lula (PT): 51,1%
Jair Bolsonaro (PL): 48,9%
Diferença entre os candidatos: 2,2 p.p para Lula

A pesquisa, realizada entre esta quarta-feira (26/10) e a sexta-feira (28/10), escutou 2.002 eleitores em todo o país, com entrevistas realizadas de forma presencial. O levantamento foi registrado no TSE com o número BR-01820/2022.

Paraná Pesquisas

Lula (PT): 50,4%

Jair Bolsonaro (PL): 49,6%
Diferença entre os candidatos: 0,8 p.p para Lula

O Instituto entrevistou 2.400 eleitores pessoalmente entre os dias 26 e 28 de outubro. Com uma margem de erro de 3,1 pontos percentuais para mais ou para menos, o estudo tem um nível de confiança de 95%. O estudo está registrado sob o número BR09573/2020 junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Inf. Magno Martins








sábado, 29 de outubro de 2022

Falta 1 dia: veja quem pode e quem não pode votar no 2º turno das Eleições 2022

 


Mais de 156 milhões de eleitores podem votar neste domingo (30) para presidente. Veja quem está apto para participar da eleição


Neste domingo (30) acontece o segundo turno das Eleições 2022. Hora de conferir quem pode e quem não pode votar. Antes de falar sobre as regras, vale esclarecer logo o que todo mundo quer saber: mesmo quem não votou no primeiro turno, pode e deve votar no segundo, caso esteja em situação regular com a Justiça Eleitoral. Isso porque cada etapa de votação é uma eleição independente.

Mais de 156 milhões de eleitoras e eleitores podem votar neste domingo para eleger o presidente da República. Em 12 estados também haverá a escolha de novos governadores e, em oito municípios, eleições suplementares para prefeitos.

Pode

Todo cidadão alfabetizado, nascido no país ou naturalizado, com idade entre 18 e 70 anos, é obrigado a votar no Brasil, conforme determinado pela  Constituição Federal.

O voto é facultativo para os jovens de 16 e 17 anos, para as pessoas com mais de 70 anos e para os analfabetos. Isso quer dizer que eles podem, mas não são obrigados a votar. Poderão votar no segundo turno, inclusive, jovens que tenham completado 16 anos até a data do primeiro turno da eleição (2 de outubro), desde que estejam com o título em situação regular.

Isso vale para todos: para votar, eleitoras e eleitores devem estar com a situação regular na Justiça Eleitoral. Ou seja, não podem ter pendências que os impeçam de exercer o direito ao voto.

Para verificar a situação do título e saber se está apto a votar, é simples: basta conferir no site do Tribunal Superior Eleitoral ou pelo aplicativo e-Título. No Portal do TSE, é só clicar no menu “Situação eleitoral”, que fica logo abaixo do menu “Autoatendimento ao Eleitor”. A consulta é rápida e gratuita. É só colocar o CPF ou o nome completo ou o número do título e a data de nascimento.

Por não estarem com os direitos políticos suspensos, os presos provisórios e jovens que cumprem medidas socioeducativas também podem votar, desde que possuam inscrição eleitoral regular. Os presos provisórios são os que estão sob custódia da Justiça, mas ainda não tiveram condenação definitiva. As regras que tratam desse assunto, com todos os detalhes, constam da Resolução 23.669/2021.

Vale lembrar que quem está com o título eleitoral regular, mas ainda não fez a biometria poderá votar normalmente nas Eleições 2022.

E quem não pode?

De forma resumida, não pode votar nas eleições de outubro quem não tirou o título de eleitor nem regularizou a situação com a Justiça Eleitoral até 4 de maio de 2022, antes do fechamento do cadastro eleitoral.

Fora do domicílio eleitoral

Eleitores que estarão fora do domicílio eleitoral onde votam e que não fizeram o pedido de voto em trânsito no prazo definido pela Justiça Eleitoral, também não poderão exercer esse direito. O prazo final para o pedido foi até dia 18 de agosto. Nesse caso, somente poderão justificar a ausência, pelo aplicativo e-Título, que pode ser baixado para Android e iOS, ou pessoalmente, em algum local de votação no dia do pleito.

A ausência também pode ser justificada em até 60 dias após o turno de votação, com algum comprovante, como atestado médico ou bilhete de viagem. Confira aqui as consequências para quem não justificar.

Fora do país

Aqueles com domicílio eleitoral no exterior podem votar apenas para as eleições presidenciais. Em caso de ausência à urna ou se o título ainda estiver vinculado a uma zona eleitoral do Brasil, a eleitora ou o eleitor deve justificar a falta de comparecimento.

MM/EM, DM

Inf. TSE









Proliferação de escorpiões pode ser evitada por dedetização

 


A primavera e o verão são os períodos do ano de reprodução dos escorpiões e a época em que as fêmeas possuem a maior concentração de veneno. As altas temperaturas e o tempo abafado das estações, ambientes com entulho, lixo e folhagens, são responsáveis pela proliferação de insetos e animais peçonhentos em locais fechados. Por isso, é necessário que o cuidado seja redobrado para evitar riscos e acidentes por intoxicação e envenenamento por picada de escorpiões. A dedetização dos ambientes é a melhor opção para a prevenção de acidentes e problemas de saúde, e a única medida eficaz no controle das pragas. 

Segundo o biólogo da Imediata Saúde Ambiental, Francis Britto, existem mais de 1.500 espécies de escorpiões no mundo, mas em Pernambuco, três tipos aparecem com mais frequência: Tityus Serrulatus (escorpião-amarelo), Tityus Stigmurus (escorpião de cor amarela) e Tityus Bahiensis (escorpião-preto). “Os aracnídeos vivem em ambientes escuros, quentes e úmidos. Eles possuem hábitos noturnos e não costumam atacar. Geralmente, só atacam quando se sentem ameaçados ou são tocados acidentalmente”, explica.

Os escorpiões apresentam um veneno neurotóxico e uma ferroada pode ser fatal, principalmente crianças e idosos. As vítimas podem apresentar dor intensa, inflamação no local da picada, náusea, vômito, aumento da frequência cardíaca, dificuldade para respirar, queda de pressão, dificuldade para caminhar, sonolência, confusão mental, tremores e espasmos. É necessário lavar o local da ferroada, tirar uma foto do escorpião para identificar a espécie e ir até uma unidade hospitalar o mais rápido possível. De janeiro a setembro deste ano, a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) registrou 11.358 atendimentos envolvendo o aracnídeo no estado. 

Para evitar a proliferação, a recomendação do biólogo é a dedetização. “É essencial dedetizar ambientes com aparecimento frequente de baratas, cupim e insetos, já que estes são presas naturais dos escorpiões. Além disso, é ideal bloquear o acesso de ralos, tubulações e evitar entulhos em folhagens em geral, que são ponto de atração dos animais peçonhentos”, conta. O serviço só pode ser executado por empresas licenciadas e operadores capacitados.

sexta-feira, 28 de outubro de 2022

Segunda etapa de vacinação contra Febre Aftosa começa dia 1º de novembro

 


A Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária do Estado de Pernambuco (Adagro), autarquia vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Agrário (SDA), mobiliza os pecuaristas pernambucanos para a segunda etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa, que acontecerá de 1º a 30 de novembro. Nesta fase, os pecuaristas devem imunizar 639 mil bovinos e bubalinos na faixa etária de zero a 24 meses.

A febre aftosa tem vacinação obrigatória, pois a incidência da doença gera embargos para a região e prejuízos financeiros aos produtores. A vacina pode ser adquirida durante o período da campanha nas casas agropecuárias de todo o Estado. A declaração deve ser efetuada até 15 de dezembro nos escritórios da Adagro ou pela internet, no Sistema de Integração Agropecuária (Siapec 3), que pode ser acessado via aplicativo ou no site www.adagro.pe.gov.br onde também está disponível um tutorial.



“Nesta etapa, os produtores têm que vacinar os animais com até 2 anos de idade, mas devem declarar 100% do seu rebanho, inclusive os  que nasceram ou morreram”, orienta o presidente da Adagro, Paulo Roberto Lima. Ele reforça que a Adagro disponibiliza a declaração on-line para facilitar a vida dos produtores que podem acessar este e outros serviços sem o deslocamento até uma unidade da agência. “Lembramos que a vacina e a declaração são obrigatórias. Quem não fizer sua parte será multado e fica proibido de transitar com os animais”, explica Paulo Lima.

Pernambuco é área livre de aftosa com vacinação e integra o bloco 3 que pleiteia o status de área livre sem vacina. Para tanto, é preciso manter a média de animais vacinados e propriedades trabalhadas acima de 90%, aumentar a vigilância epidemiológica, fortalecer o sistema de notificação aumentando o envolvimento da comunidade (produtores, iniciativa privada, entidades públicas e privadas) e implantar o Fundo de Arrecadação para Emergências.

 

Para dúvidas, a população pode procurar uma unidade Adagro na sua região, ligar para a Ouvidoria (0800 081 1020) ou e-mail: ouvidoria@adagro.pe.gov.br








Pesquisa Atlas/Intel: Lula tem 52,4% e Bolsonaro 46% nos votos totais

 


O Instituto Atlas divulgou nesta quinta-feira (27) uma nova pesquisa de intenção de voto para presidente no Brasil. Enquanto Luiz Inácio Lula da Silva (PT) registrou 52,4% dos votos totais, o presidente Jair Bolsonaro obteve 46%. Quando considerados apenas os votos válidos, o petista tem 53,2% ante 46,8% do candidato a reeleição.
 
A margem de erro do levantamento é de 1 ponto percentual e a confiança é de 95%. Os dados foram coletados pela internet entre os dias 21 e 25 de outubro, com participação de 7500 eleitores em 1776 municípios. A pesquisa Atlas/Intel está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número BR-01560/2022.

Primero turno
 
O primeiro turno das eleições de 2022 foi realizado em 2 de outubro. Naquela data, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) foi escolhido por 48,43% dos eleitores, o equivalente a 57.259.504 votos. Já o presidente Jair Bolsonaro (PL), candidato à reeleição, terminou com 43,20%, ou 51.072.345 votos.

Os outros candidatos mais lembrados pelos brasileiros foram Simone Tebet (MDB), com 4,16% (4.915.423 votos), e Ciro Gomes (PDT), com 3,04% (3.599.287 votos).

De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), foram 118 milhões de votos válidos no primeiro turno, além de 1,9 milhão de votos brancos e 3,4 milhões nulos. Mais de 32 milhões de pessoas não compareceram para votar, o que corresponde a 20,95% do eleitorado.

O candidato eleito em segundo turno, realizado neste domingo (30), tomará posse em 1° de janeiro de 2023.

Diário de Pernambuco

quinta-feira, 27 de outubro de 2022

A poucos dias das eleições, Raquel e Marília seguem intensificando atividades de campanha

 


Na última semana anterior ao segundo turno, as candidatas ao governo de Pernambuco, Marília Arraes (SD) e Raquel Lyra (PSDB), seguem realizando intensas agendas de campanha. Nesta quarta-feira, Marília participou de encontro com ativistas da causa animal, no Jardim do Baobá, no bairro das Graças, no Recife, e durante a oportunidade prometeu a criação de quatro delegacias para combater a violência contra os animais no estado. Já Raquel, mais uma vez ao lado de Miguel Coelho (UB), esteve na Zona da Mata Norte, onde realizou caminhada pelo comércio nos municípios de Timbaúba e Carpina.

 

Meio ambiente, um dos pontos debatidos pela candidata em seu plano de governo, deu o tom durante o encontro entre Marília e ativistas da causa animal, no bairro das Graças. Durante a oportunidade, a candidata, que apoia a candidatura de Lula (PT) no estado, garantiu compromisso no combate à violência contra os animais. "Vamos separar os crimes de meio ambiente dos crimes específicos de maus tratos com os animais. Hoje, todos esses crimes são atendidos na Delegacia de Polícia do Meio Ambiente, Depoma”, disse.

 

"Temos o compromisso de separar essas delegacias e ter, pelo menos, quatro outras delegacias em Pernambuco para tratar de crimes contra animais", continua Marília, que também se comprometeu em firmar parcerias com prefeituras, associações e organizações da causa animal. Criação de UPAs Pet em cada região do estado também foi mencionado pela candidata.

 

Raquel

 

Cumprindo agenda na Zona da Mata Norte, Raquel Lyra realizou caminhada, junto a sua candidata à vice, Priscila Krause (Cidadania), pelo comércio nos municípios de Timbaúba e Carpina. Liderando as pesquisas de intenção de voto com ampla vantagem em relação à Marília, Raquel tem buscado firmar sua posição com o objetivo de alcançar a liderança do Palácio das Princesas. Um dos impulsionadores de voto no estado, tem sido o apoio de Clarissa e Júnior Tércio, Michelle e Cleiton Collins, bem como os ex-prefeitos Anderson Ferreira (PL) e Miguel Coelho (UB).

 

“O tempo novo só é possível se a gente construir um novo caminho. Não temos tempo para mentira, o povo tem pressa para ver o nosso estado voltar a crescer e gerar oportunidades”, disse durante a atividade de campanha. “O dia de amanhã será melhor do que o dia de hoje. Por isso eu me coloco à disposição para transformar Pernambuco pela água na torneira das pessoas, pela melhoria das nossas estradas e pelo nosso futuro e para atrair novas indústrias para a Zona da Mata Norte”, continuou.

 

A candidata tucana apresentou algumas promessas de seu plano de governo voltadas para melhorias no campo da economia pernambucana, como geração de renda para jovens com o programa Trilhatec, que vai unir o ensino médio ao técnico, e o Bora Empreender!, que oferecerá consultoria e crédito desburocratizado para pequenos empreendedores.

ebs serviços

ebs serviços
aluguel de maquinas

MAX FERRO

MAX FERRO
SANTA CRUZ E SANTA FILOMENA

LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLINICAS LABCENTER

LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLINICAS LABCENTER
.