segunda-feira, 17 de agosto de 2020

Criança tem gravidez interrompida e passa bem


 Do G1/PE

O diretor do Centro Integrado de Saúde Amaury de Medeiros (Cisam), hospital em que está internada a menina de 10 anos que engravidou depois de ser estuprada desde os 6 anos pelo tio, no Espírito Santo, afirmou que a garota está aliviada após a interrupção da gravidez, hoje.

Segundo Olímpio Barbosa de Morais Filho (foto), ela deve ter alta até amanhã e passa bem. "Desde 1996, nunca tivemos a sorte de passar uma semana sem ter casos tristes", disse.

"Eu estou com o telefone dela, em contato. Ela está bem, aliviada. O sofrimento nesses últimos dias foi terrível para ela, as ameaças que sofreu. Eu espero que esse sofrimento, daqui para a frente, seja atenuado, e vai depender muito de como vai ser conduzido, respeitando o sigilo. Que ela consiga recuperar a sua vida", afirmou.

A gravidez foi revelada no dia 7 de agosto, quando a menina foi ao hospital, na cidade de São Mateus, se queixando de dores abominais. A menina relatou que começou a ser estuprada pelo próprio tio desde que tinha 6 anos e que não o denunciou porque era ameaçada. Ele tem 33 anos e foi indiciado por estupro de vulnerável e ameaça, mas está foragido.

Manifestantes ligados a religiões protestaram, ontem, do lado de fora da unidade de saúde. O ato, organizado por um grupo contrário ao aborto, teve início após uma publicação da extremista de direita Sara Giromini nas redes sociais, divulgando o nome da criança e o hospital em que ela estava internada. A divulgação dessas informações contraria o Estatuto da Criança e do Adolescente.

De acordo com o diretor do Cisam, não há registro na literatura médica de crianças, como a que foi estuprada no Espírito Santo, que tenham conseguido seguir em frente com a gravidez. Ele informou que todo o procedimento foi feito de acordo com o protocolo, já que o aborto em casos de estupro é um dispositivo legal.

"Uma gravidez com 10 anos de idade não é comum. A gente não tem relatos, na literatura médica, de mulheres levando gravidez a termo até 10 anos, porque ninguém promove isso. Normalmente, as publicações são de países de alto Índice de Desenvolvimento Humano, onde se respeita o direito reprodutivo e as mulheres. Nas sociedades, não é permitido esse sofrimento para as mulheres, isso pode levar à morte. Então, literatura vasta sobre isso não tem, mas sabemos que o risco de morte é algumas dezenas ou centenas de vezes maior que a população de uma mulher na idade fértil", explicou.

O Cisam, que é uma maternidade universitária, gerida pela Universidade de Pernambuco (UPE), atende mulheres em todo o ciclo reprodutivo e no pós-menopausa. Segundo Olímpio, desde 1996, a unidade é referenciada para receber casos como esse. O aborto previsto por lei é apenas um dos serviços prestados na unidade hospitalar.

"Infelizmente, o estupro é muito comum no Brasil, e, mais triste ainda, com crianças. E eu lamento muito que muitas pessoas não tenham acesso à informação. Tem crianças sendo violentadas, engravidando, e levando a gravidez até o termo, muitas vezes a gente só conhece o caso com complicações. É sabido, também, que a principal causa de suicídio em adolescentes é a gravidez indesejada", afirmou.

Magno Martins


Quanto antes receber o diagnóstico, mais rápido você pode realizar o seu tratamento e estar recuperado. Agende o seu!

Nenhum comentário:

..

..
.

ebs serviços

ebs serviços
aluguel de maquinas

MAX FERRO

MAX FERRO
SANTA CRUZ E SANTA FILOMENA

LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLINICAS LABCENTER

LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLINICAS LABCENTER
.