quarta-feira, 19 de dezembro de 2018

Novas revelações revelam falhas que terminaram com morte de reféns e tentativa de envolvidos na operação de apagar rastros, como imagens de câmeras de segurança


O Diário do Nordeste trouxe edição especial com apuração do que ocorreu na conhecida Tragédia de Milagres, dez dias depois.

A apuração, do jornalista Melquíades Júnior, com fontes sob sigilo que acompanham o caso, dá mais indícios sobre a morte dos reféns.

As cinco pessoas da mesma família, todas de Serra Talhada e São José do Belmonte, Pernambuco, morreram ao lado do Bradesco da cidade, descendo pela rua José Esmeraldo da Silva, sob a falsa proteção de um poste cravejado com o calibre da munição que os perseguia.

“Elas não estavam empilhadas, mas tombadas na calçada. Tentavam fugir, mas eram escudo para os bandidos. Para isso que foram sequestradas. Quem matou os reféns estava posicionado muitos metros à frente do Bradesco, que já tinha várias dinamites plantadas na calçada. O bando repetiria o feito de Abaré (BA), um mês antes”, diz o jornal.


Outra revelação é a de que os policiais sabiam da gravidade da ação sem o dado essencial: haviam reféns. As imagens das câmeras de segurança da área seriam apagadas, por ordem de policiais militares, ao amanhecer do dia, de acordo com uma fonte ouvida pela reportagem.

Horas depois, os discos dos computadores seriam recolhidos pela Polícia Civil, que tinha ficado de fora da operação. Mas dados periciais colhidos revelariam como ocorreu a ação.

A repercussão e detalhes revelados pelo jornal são fortes e confirmam que não havia nenhuma informação sobre reféns, falha que determinou as consequências da tragédia. Outro detalhe é que coube ao vice prefeito da cidade retirar os corpos em uma caminhonete.

Surpreendidos pela operação policial, os bandidos que conseguiram fugir saíram a esmo pelos matagais ao redor da zona urbana de Milagres. Uns abandonaram a Ranger da família pernambucana numa várzea atrás do Bradesco, outros, o Celta da família cearense no caminho para a BR-116. O cerco era ainda maior com o helicóptero do Ciopaer 
Blog do Nill Júnior
Portal Serrita

Nenhum comentário:

ebs serviços

ebs serviços
aluguel de maquinas

MAX FERRO

MAX FERRO
SANTA CRUZ E SANTA FILOMENA

LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLINICAS LABCENTER

LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLINICAS LABCENTER
.

.

.
,