domingo, 9 de dezembro de 2018

Lucas Ramos durante a confraternização, revela que vai trabalhar para disputar a candidatura a prefeito de Petrolina em 2020





Lucas Ramos durante a confraternização, revela que vai trabalhar para disputar a candidatura a prefeito de Petrolina em 2020


Agradecimentos, balanço de atuação parlamentar e revelações. Ingredientes que se uniram à descontração de se criar uma premiação para o melhor ‘cantor’ amador da confraternização do deputado estadual reeleito, Lucas Ramos, do PSB, ocorrida nesta sexta, 7, com o jornalista Ricardo Souza sendo o vencedor nessa primeira edição.
Veja na integra...


Mas, brincadeiras à parte, o deputado socialista fez uma avaliação positiva do mandato que se encerra e planeja o segundo que se inicia, festejou a reeleição também do governador Paulo Câmara, PSB, com uma votação de destaque em Petrolina, principal base política dele, o crescimento do partido no estado e diante desse cenário tão positivo, a hora de disputar a Prefeitura de Petrolina.
“Nos entendemos que o momento político do PSB é muito bom. Temos 70 prefeituras, governador reeleito em primeiro turno. Precisamos aproveitar esse bom momento. Tivemos uma deputada estadual  a mais votada da história politica de Pernambuco com 415 mil votos e o deputado federal também, com João Campos também com votação histórica. Devemos apresentar candidato sim em 2020. Eu espero que assim como eu retirei nossos nome quando da escolha de outro nome em 2016 que esse mesmo gesto ocorra quando da escolha definida pelo governador”, afirmou o socialista.
Por todo esse bom momento dos socialistas, Lucas aproveitou o encontro de fim de ano e antecipou uma futura candidatura a prefeito, o cargo que já queria ter disputado em 2016, mas foi preterido pelo nome do então deputado estadual Miguel Coelho que não está mais na base do governador, escolha que Lucas avalia como erro.
“O governador errou quando escolheu um candidato que não tinha compromisso com a gestão socialista nem com o alinhamento com o governo do estado. Nós estamos vivendo um momento de oposição com o petrolinense, por conta de conversas que não se poe à mesa. Eu acho que ainda não é o momento, mas meu nome está colocado como esteve em 2016. Defendemos nosso nome, mostrando que aquele grupo não tinha identidade com o PSB. Nos mostramos ao governador o prejuízo dessa indicação, nome que não tivesse uma história, uma organicidade com o Partido Socialista Brasileiro”, lembrou Lucas Ramos..
Mas no PSB tem também o deputado federal Gonzaga Patriota, eleito para o décimo mandato para a Câmara dos Deputados e eterno candidato a prefeito da capital da irrigação. Já foram três disputas e por isso, Lucas Ramos afirma todo o respeito pela história do colega socialista.
“Quando digo que ainda não é o momento é respeitando outros nomes dentro do partido. Vamos nos fortalecer, nos credenciar par justificar a escolha do nosso nome, mas o fórum é justamente o tempo de convenção para que até lá, a gente mantenha a conversa com outras lideranças do PSB, a exemplo do deputado eleito Gonzaga Patriota que sempre externou sua vontade de mais uma vez disputar a Prefeitura de Petrolina. Seria a quarta vez”, pontuou o deputado reeleito.
PT e PSB
Lucas também foi questionado se a aliança estadual entre PSB e PT que permitiu a reeleição do governador Paulo Câmara no primeiro turno, poderá ser possível no futuro pleito municipal. já que o PT tem o nome do deputado estadual Odacy Amorim, tendo duas disputas, sendo o segundo mais votado em 2016. Nas eleições deste ano, Odacy mesmo não se elegendo para a Câmara dos Deputados, ficando na primeira suplência, teve uma votação de destaque em Petrolina, ganhando em todas as regiões e sendo majoritário na cidade.
Para o colega de Alepe, o caminho não deve ser uma união com o PT de Odacy. O socialista avalia que cada um deverá colocar a candidatura e no segundo turno se juntar, já que as eleições em Petrolina virão com segundo turno com o aumento do eleitorado, passando de 200 mil já no próximo ano.
“Havendo segundo turno para 2020, eu acho que as estratégias dos dois partidos, tanto do PSB como do Partido dos Trabalhadores, é de lançar candidaturas próprias,, não tenho a menor dúvida que isso possa acontecer, e se juntam num cenário de segundo turno. O mais importante é que existam candidaturas para que o eleitorado petrolinense possa fazer a avaliação do melhor nome. Que outras lideranças existem e podem se formar, buscando essa indicação dentro do seu partido para ser candidato a prefeito da maior cidade o sertão pernambucano. Para o eleitor, só aumenta a chance de acertar na sua escolha e assim fazer o julgamento daquele que melhor lhe representa”, argumentou o deputado Lucas Ramos.
Cinara Marques, Portal Tribunna

Nenhum comentário:

FARMAHOPE

FARMAHOPE
2 MIL REAIS EM SORTEIOS DIA 29 DE DEZEMBRO DE 2018

ebs serviços

ebs serviços
aluguel de maquinas

MAX FERRO

MAX FERRO
SANTA CRUZ E SANTA FILOMENA

LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLINICAS LABCENTER

LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLINICAS LABCENTER
.

.

.
,