quinta-feira, 4 de outubro de 2018

Polícia busca por pai que saiu da cadeia e matou filha que o denunciou por estupro


A Polícia Civil e Polícia Militar realizam buscas por Horácio Nazareno Lucas que matou, na madrugada de quarta-feira (3), a filha de 13 anos de idade, Letícia Tanzi Lucas. O crime aconteceu na casa onde a vítima morava, em São Roque.
O corpo de Letícia é velado desde a tarde desta quarta-feira no município onde morava. O sepultamento deve ocorrer nesta manhã de quinta-feira, no Cemitério Cambará.
Quem tiver informações a respeito do caso pode ajudar no trabalho da polícia com denúncia por meio do telefone 181. Não é necessário se identificar.
O caso de buscas da polícia coincide com a lei eleitoral. De acordo com ela, desde terça-feira e até 48 horas depois do término da votação, nenhum eleitor poderá ser preso ou detido, salvo em flagrante delito, ou em virtude de sentença criminal condenatória por crime inafiançável, ou, ainda, por desrespeito a salvo-conduto. A determinação consta do artigo 236 do Código Eleitoral (Lei nº 4.737/1965).
O caso
Lucas havia sido condenado e preso por estuprar a cunhada dele, de 20 anos, que é deficiente. O crime ocorreu em 2010. Entretanto, o autor foi preso por este processo somente no dia 8 de junho deste ano. Letícia denunciou o pai assim que ele foi preso, no mesmo mês, no dia 19. De acordo com o boletim de ocorrência, os abusos sexuais cometidos pelo pai ocorreram no ano de 2017.
Lucas conseguiu relaxamento da prisão pelo primeiro crime e saiu da prisão na manhã da última terça-feira (2), para continuar a responder o processo em liberdade. O pai de Letícia pediu a ela para retirar a queixa e, após, discussão, a matou a facadas e depois fugiu por um matagal.
Lucas havia deixado a cadeia de Pilar do Sul, que é para onde vão condenados por estupro, apenas algumas horas antes de cometer o crime, ocorrido na madrugada de quarta-feira.
Ele foi até à casa da ex-mulher, mãe de Letícia. Lá, ele pediu para a garota retirar a queixa de estupro. A mãe da menina tentou ligar de forma escondida para a Polícia Militar e foi agredida por ele com socos. Ela também foi esganada. A mulher conseguiu se livrar das agressões e correr para a vizinha para pedir ajuda. O pai ficou sozinho na casa com Letícia e o irmão dela, de apenas 6 anos de idade. Ele trancou o garoto no banheiro e esfaqueou a adolescente na sala. Após, fugiu. Letícia não resistiu aos ferimentos e morreu logo após ser socorrida.

iPA Online

Nenhum comentário:

FARMAHOPE

FARMAHOPE
2 MIL REAIS EM SORTEIOS DIA 29 DE DEZEMBRO DE 2018

ASPECTHO CALÇADOS

ASPECTHO CALÇADOS
.

POSTO JEAN

POSTO JEAN
COMPUSTIVEL DE QUALIDADE

ebs serviços

ebs serviços
aluguel de maquinas

MAX FERRO

MAX FERRO
SANTA CRUZ E SANTA FILOMENA

LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLINICAS LABCENTER

LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLINICAS LABCENTER
.

.

.
,