quarta-feira, 18 de julho de 2018

A Compesa, os problemas do saneamento e os políticos em Dormentes-PE


Durante a tarde de sexta-feira (13/07), após uma sessão polêmica na Câmara de Vereadores, visitamos as instalações do sistema de esgoto pela Compesa em Dormentes-PE, juntamente com os vereadores Chiquinho de Dodora e Jeolândio Coelho. Num resumo, pode-se dizer que é ameaçador o comprovado desrespeito da Companhia Pernambucana de Saneamento para com a população dormentense. Veja porque
Uma das 3 estações elevatórias instalada ao lado do parque da Caprishow quebra constantemente o sistema de bombeamento para as lagoas de estabilização, causando vazamento do esgoto sem tratamento que é despejado em uma lagoa que se transformou num tangue escuro de esgoto podre, morada de aves de rapina, exalando mau cheio em todo o quarteirão residencial que fica ali próximo. A Lagoa do Durmente faz parte da história da origem da urbe, pois foi ali que morreu um cavalo chamado Durmente e em seguida foi povoada a localidade e ganhou o nome aperfeiçoado de Dormentes;

Continue lendo


Os 2 reservatórios de tratamento de esgoto (lagoas de estabilização) que ficam a 1 Km da cidade, depois do acúmulo, por não suportar a quantidade; a Compesa resolveu jogar a água do esgoto que chama de “tratado” em um riacho abaixo das lagoas, onde tem vários barreiros e um açude de porte médio com água potável. A qualidade do líquido que a Companhia chama de tratado, não tem diferença na cor ou no cheiro, do que é sem tratar.


A Compesa cobra pelo serviço de esgoto sanitário, 80% da tarifa de água por ramal residencial/condominal. Em média, até 10.000 litros de água/mês é cobrado R$ 41,30 +  80% de esgoto R$ 33,04 total R$ 74,34. Vale lembrar que o serviço de abastecimento público d’água em Dormentes, atualmente é precário, onde moradores ficam sem o precioso líquido em suas casas por até uma semana.


A Casa das Leis de Dormentes enviou ao Executivo (Prefeitura) um projeto de lei assinado pelos 11 vereadores, para redução da taxa de esgoto em 50%. Ou seja, ao invés de cobrar 80% da tarifa de água, a Compesa deve cobrar apenas 40%, o que reduz o valor de esgoto de R$ 33,04 para R$ 16,52, isso, se o projeto for sancionado pela prefeita Josimara Cavalcanti.

Os vereadores também aprovaram por unanimidade um requerimento de autoria dos vereadores Chiquinho e Jeolândio, solicitando à Casa Senador Nilo Coelho, uma audiência pública entre autoridades locais, Compesa e população, antecipando que o interesse do Legislativo, baseado na manifestação pública, é que seja impedida a obra que está sendo concluída pela Compesa para despejar esgoto no riacho com mananciais de água potável em seu leito.
Os vereadores Jeolândio e Chiquinho, o ex vice-prefeito Avelar Gomes e um dos donos das terras ameaçadas de contaminação, pagaram por uma análise de uma amostra do esgoto supostamente tratado pela Compesa, o qual a empresa pretende despejar no referido riacho. Após a análise por um laboratório credenciado, será comprovado se o esgoto a derramar no riacho atualmente é tratado ou não.

Diante do exposto, fica claro a irresponsabilidade social da Compesa, que é uma empresa do Governo do estado de Pernambuco, que tem a frente o governador Paulo Câmara (PSB), que está na pré-concorrência a reeleição, com apoio da prefeita Josimara Cavalcanti.

A importante ação de todos os 11 vereadores foi louvável e merece reconhecimento, quando estão enfrentando a Compesa e defendendo a população. Já a senhora Prefeita, ainda não se manifestou em defesa de seu povo. Resta aguardar… 




Por Chales Araujo

Nenhum comentário:

FARMAHOPE

FARMAHOPE
2 MIL REAIS EM SORTEIOS DIA 29 DE DEZEMBRO DE 2018

ASPECTHO CALÇADOS

ASPECTHO CALÇADOS
.

POSTO JEAN

POSTO JEAN
COMPUSTIVEL DE QUALIDADE

ebs serviços

ebs serviços
aluguel de maquinas

MAX FERRO

MAX FERRO
SANTA CRUZ E SANTA FILOMENA

LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLINICAS LABCENTER

LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLINICAS LABCENTER
.

.

.
,