O motorista de ônibus Geraldo Casalli, de 53 anos, mudou o trajeto para ajudar 15 estudantes a chegar no local de prova do Exame Nacional do Ensino Médico (Enem), no domingo (5), em São Carlos (SP). Ainda assustado com a repercussão da atitude, ele disse que o dia foi de receber elogios.
 
A história foi relatada no Facebook pela estudante Ângela Silva, que esperava o ônibus junto com outros 14 estudantes. Os veículos para a Unicep, um dos locais de prova da cidade, passaram, mas estavam todos lotados.

“A gente começou a buscar alternativas, começamos a ligar para os táxis, mas tinha espera de uma hora e não ia dar tempo de chegar lá”, disse a estudante, que postou um agradecimento ao motorista, que repercutiu nas redes sociais.

A turma conseguiu pegar um ônibus, mas o ponto final da linha ficava longe da Unicep. O motorista não pensou duas vezes e seguiu viagem. “Falei para ficarem ‘frios’, que eu levaria eles até lá. Foi uma festa no ônibus e graças a Deus deu tudo certo”, afirmou Casalli.

Sem a ajuda do motorista, os candidatos teriam que andar mais de 4 km. “As minhas filhas também pegam ônibus e pode acontecer de pegar ônibus errado ou do ônibus quebrar e você perder um compromisso importante. E essa prova é muito importante na vida deles”, destacou, ressaltando que duas filhas, de 23 e 20 anos, já prestaram o Enem e hoje fazem mestrado e graduação.
Com informações do G1