sábado, 18 de novembro de 2017

Eleição deixa em 2º plano a chamada “meritocracia”

O governador Paulo Câmara começou a fazer ajustes na máquina administrativa visando às eleições do próximo ano. É preciso compensar as perdas do PSDB e do DEM, e possivelmente a do PMDB e do PPS, com a agregação de novos partidos à Frente Popular, contemplado também setores que já fazem parte dela mas estão insatisfeitos com os espaços que têm. 


A primeira mexida, como se lembra, foi na Secretaria de Habitação. Saiu Bruno Lisboa (PMDB), deslocado para Suape, e no seu lugar entrou Kaio Maniçoba, deputado federal pelo PMDB. A ida de Kaio para o governo abriu espaço na Câmara Federal para o 1º suplente Luciano Bivar, cujo partido, PSL, não fez parte da Frente Popular em 2014. 

Agora, o governador está sendo pressionado para abrir espaços para o PP no primeiro escalão. O partido ocupa cargos de menor expressão, apesar de ter dois deputados federais (Eduardo da Fonte e Fernando Monteiro) e seis deputados estaduais (Cleiton Collins, Eduíno Brito, Dr. Valdi, Everaldo Cabral, Claudiano Martins e Zé Maurício). Só que os nomes propostos por esse partido são de qualidade técnica inferior aos que se encontram lá, provando que “meritocracia” é algo que foi ficando para trás no atual governo. PP indicou para Fernando de Noronha um nativo da ilha, de qualidade inferior à de Luiz Eduardo Antunes, atual gestor do arquipélago, e a vereadora Michelle Collins para a vaga do advogado Roberto Franca, o nome certo para gerir a pasta certa (Secretaria de Desenvolvimento Social). São os percalços da política.

Coluna Fogo Cruzado

Nenhum comentário:

Posto Gean

Posto Gean
Nova Descoberta (Petrolina) - Jutaí Lagoa Gande/PE) e Santa Cruz PE

DONKEY

DONKEY
A Marca do Jequinho

max ferro

max ferro
,

Aspectho Calçados

Aspectho Calçados
.

ebs serviços

ebs serviços
aluguel de maquinas

MEU OLHAR VALE MAIS DO QUE MIL PALAVRAS

MEU OLHAR VALE MAIS DO QUE MIL PALAVRAS
87 9965 4353