quinta-feira, 16 de novembro de 2017

Eis o novo dilema: com ou sem porteira fechada?

Como previsto, Michel Temer recuou da ideia de trocar antes do Natal os 17 ministros que devem pedir votos em 2018. Fará “ajustes pontuais” na Esplanada, de modo a saciar os apetites do centrão. E empurrará o grosso da reforma para o final de março, na fronteira do prazo legal para que os candidatos deixem os cargos. Definida essa regra preliminar, Temer está às voltas com um novo dilema: como entregar os ministérios aos partidos, com ou sem porteira fechada?, eis a questão.


No idioma da fisiologia, a exigência de um ministério de “porteira fechada” significa que o partido contemplado deseja receber a pasta como um fazendeiro que arremata uma propriedade rural com o gado dentro.

Num caso concreto, Temer resiste à ideia de entregar ao PP toda a estrutura do Ministério das Cidades, de cima a baixo. Prefere esquartejar a máquina, dando um pedaço a cada...

Leia a continuação do artigo clicando aí ao lado: Eis o novo dilema: com ou sem porteira fechada?
 
Josias de Souza
 

Nenhum comentário:

DONKEY

DONKEY
A Marca do Jequinho

max ferro

max ferro
,

Aspectho Calçados

Aspectho Calçados
.

ebs serviços

ebs serviços
aluguel de maquinas

MEU OLHAR VALE MAIS DO QUE MIL PALAVRAS

MEU OLHAR VALE MAIS DO QUE MIL PALAVRAS
87 9965 4353