quarta-feira, 15 de novembro de 2017

Advogado Modesto Carvalhosa pede a cassação do registro de 9 partidos políticos

O advogado Modesto Carvalhosa, que defendeu presos políticos durante a ditadura militar, ajuizou ação nesta terça-feira (14) no Tribunal Superior Eleitoral pedindo o cancelamento do registro de nove partidos políticos por suposto abandono dos “princípios republicanos, democráticos e constitucionais” a fim de atuarem no mundo do crime.


Os partidos são PT, PMDB, PP, PROS, PRB, PCdoB, PDT, PR e PSD. Ele alega que essas agremiações partidárias “abusaram da confiança do povo brasileiro, para roubá-lo” e cometerem “inúmeros e repetidos crimes de lesa-Pátria”.

Também subscreveram a ação o desembargador aposentado Laércio Laurelli e o advogado Luís Carlos Crema. Eles afirmam que esses partidos “roubaram o Brasil, a Petrobrás e tantas outras empresas e órgãos públicos” e por esse motivo não deveriam mais existir.

Além disso, alegam, “se organizaram em forte disciplina para assaltar os cofres públicos e instituíram surpreendente estrutura criminosa, com subordinação, hierarquia de comando, divisão de tarefas e repartição do produto do crime”.

O relator será o ministro Napoleão Nunes, que já atuou em Pernambuco como desembargador federal do TRF da 5ª região.

“É chegada a hora de impedir, frear, impor limites e punir, rigorosa e verdadeiramente, os assaltantes dos cofres públicos. É emergencial que esta Corte de Justiça Eleitoral decrete o fim do esbulho à República, proteja a nação, mantenha a democracia, permita o funcionamento do sistema de eleitoral e diga ao povo brasileiro que ainda há esperança”, afirmam os três advogados.

Nenhum comentário:

max ferro

max ferro
,

ebs serviços

ebs serviços
aluguel de maquinas

MEU OLHAR VALE MAIS DO QUE MIL PALAVRAS

MEU OLHAR VALE MAIS DO QUE MIL PALAVRAS
87 9965 4353