domingo, 3 de setembro de 2017

Frente em Defesa da Chesf vai entrar com pedido contra privatização da Companhia



O presidente da Frente Parlamentar em Defesa da Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf), Danilo Cabral (PSB), anunciou, nesta sexta-feira (1º), que na próxima segunda (4), a Frente vai dar entrada no Ministério de Minas e Energia, no pedido de suspensão da decisão da privatização da empresa, para que haja um debate maior com a sociedade, assim como ocorreu na questão da Renca. O deputado federal esteve na sede da Companhia com os demais integrantes do colegiado, nesta sexta, para uma visita ao diretor-presidente da Chesf, Sinval Zaidan.


A visita teve o objetivo de apresentar os objetivos da Frente e abrir um canal de diálogo sobre as consequências da proposta do governo Temer em privatizar a gestão do setor elétrico brasileiro.

Da reunião com a direção da Chesf, participaram ainda os deputados federais Severino Ninho (PSB), Tadeu Alencar (PSB) e Luciana Santos (PCdoB), e a deputada estadual Laura Gomes (PSB) – representando a Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe).

A Frente foi informada pelo presidente que a Chesf ainda não tinha sido ouvida pelo governo federal sobre a privatização e que a Companhia aguardava a publicação das normas dessa venda para emitir qualquer opinião e fazer o debate.

Para Danilo Cabral, entre as implicações dessa medida, a ANEEL – Agência Nacional de Energia Elétrica já anunciou um aumento de 16% na conta de luz dos brasileiros. “Ao mesmo tempo, a medida é danosa também para o Rio São Francisco, cuja transposição vai levar água para mais de 12 milhões de nordestinos”, afirmou.

“Nós queremos que o Ministério dê ao debate da Eletrobrás e da Chesf, principalmente, o mesmo procedimento que deu a Renca. Dar 120 dias para aprofundar o debate. Queremos tratamento igual. Pernambuco quer que o ministro Fernando Filho dê o mesmo tratamento que deu a Amazônia”, disse Danilo Cabral.

O parlamentar também afirmou que a reunião com a diretoria da empresa mostrou a necessidade de aprofundamento do debate.

Após a audiência, os parlamentares foram recebidos no pátio da Chesf pelos servidores da Companhia e pelos presidentes dos sindicatos Sindurpe-PE, Senge, Sindeletro, Sinergia, Frune e Sinpro.

Nenhum comentário:

max ferro

max ferro
,

ebs serviços

ebs serviços
aluguel de maquinas

MEU OLHAR VALE MAIS DO QUE MIL PALAVRAS

MEU OLHAR VALE MAIS DO QUE MIL PALAVRAS
87 9965 4353