quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Romaria de Lula no NE: Câmara pode ser ponto positivo









Em Pernambuco, o governador Paulo Câmara (PSB) poderá ser ponto positivo a Lula no percurso, embora seja tido como maior opositor do PT no Estado.
Caravana de Lula no NE: complicador com aliados
Folha de S.Paulo – Catia Seabra

O ex-presidente Lula vai transitar, a partir desta quinta-feira (17), por território marcado por tensão política. Disposto a demonstrar força após sua condenação em primeira instância e às vésperas de um novo depoimento ao juiz Sergio Moro, Lula desembarca em Salvador para largada de uma caravana que se encerrará em 5 de setembro, no Maranhão. Apesar de liderar as pesquisas eleitorais no Nordeste, ele terá que transpor pedras no caminho.


Ponto de partida, a Bahia é governado por Rui Costa, petista que chegou a defender em privado a permanência de Michel Temer na Presidência para evitar a ascensão do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Antecessor de Costa, o ex-ministro petista Jaques Wagner também sustentou a tese de que Maia poderia surpreender no cargo, prejudicando o PT. Maia é do mesmo partido do prefeito de Salvador, ACM Neto, principal adversário do PT no Estado.

À época das declarações, o governador da Bahia negociava com Temer a liberação de empréstimo de R$ 600 milhões. No dia 13 de julho, data da votação da denúncia contra Temer na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara, a autorização para o empréstimo foi publicada no "Diário Oficial" da União.

Mas, segundo o senador Otto Alencar (PSD-BA), o ministro Eliseu Padilha (Casa Civil) telefonou-lhe informando que, em atendimento a ordens superiores, o empréstimo não seria liberado. "Houve uma gestão do DEM sobre o presidente para que o empréstimo não fosse concretizado", afirma o senador.

No domingo (13), Wagner acusou, em discurso, o DEM e o PSDB do Estado de impedir o empréstimo. Disse que obras viárias estão paradas em decorrência do que chamou de mesquinharia dos adversários. Segundo o ex-ministro, o próprio presidente telefonou a Rui Costa informando que os recursos chegariam aos cofres do Estado.

Potenciais adversários nas eleições para o governo baiano em 2018, Costa e ACM Neto travam duro embate público. O prefeito nega ingerência para impedir o repasse. Chamando a acusação de "absurda e despropositada", ironiza o que chama de obsessão de Wagner por ele.

OUTROS ESTADOS: 
 Em Pernambuco, o governador Paulo Câmara (PSB) poderá ser ponto positivo a Lula no percurso, embora seja tido como maior opositor do PT no Estado.
Na semana passada, Câmara recebeu o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad para almoço. Petistas não descartam uma aliança com o PSB no Estado.

Já em Alagoas, onde o ex-presidente fará uma travessia de lancha sobre o Rio São Francisco, circula nas redes sociais uma convocação para protestos nas cidades de Penedo e Arapiraca.

No Ceará, Lula se defrontará com mal-estar em torno da íntima relação do governador Camilo Santana (PT) com os irmão Cid e Ciro Gomes, do PDT.

Uma semana antes da chegada de Lula, participaram de atos públicos, ao lado do presidente nacional pedetista, Carlos Lupi, numa clara demarcação de território.

Lupi diz que a viagem ao Ceará serviu para "reafirmar o partido como um todo e além da candidatura do Ciro a presidente". Ele prega uma parceria com Camilo nas eleições de 2018.

No Maranhão, a dificuldade está na acomodação do governador Flávio Dino (PC do B) e da família Sarney em uma mesma atividade. 


Inf. Magno Martins

Nenhum comentário:

max ferro

max ferro
,

ebs serviços

ebs serviços
aluguel de maquinas

MEU OLHAR VALE MAIS DO QUE MIL PALAVRAS

MEU OLHAR VALE MAIS DO QUE MIL PALAVRAS
87 9965 4353