quinta-feira, 31 de agosto de 2017

Autor da estátua de Osvaldo Coelho detona Julio Lossio e dispara contra Miguel Coelho: “Prefeitura velhaca e dissimulada”



A polêmica envolvendo a escultura do ex-deputado Osvaldo Coelho, parece não ter fim e a situação só piora ainda mais.
O escultor dessa e de outras obras, como a Mãe D`Água, Os Pracinhas e Nego D`Água Lêdo Ivo, fez uma nova publicação polêmica nas redes sociais.

Ivo detona o ex-prefeito Julio Lossio que encomendou a estátua e não pagou e diz que tudo não passou de uma farsa.

O artista também dispara duras críticas ao atual prefeito Miguel Coelho. Confira:


“Prefeitura de Petrolina velhaca e dissimulada. O prefeito que encomendou, dissimulou e não pagou! Os secretários e procurador assinaram uma farsa!
O prefeito atual e secretários de finanças e da cultura dissimulam e não pagam! Velhacaria e dissimulação pública!”, escreveu

O ex-prefeito de Petrolina Julio Lossio foi quem encomendou a obra, logo depois da morte de Osvaldo Coelho.

“Começamos o projeto logo após a morte de Osvaldo. Eu fui contratado para fazer o Portal Osvaldo Coelho. É uma praça de 500 m2 com Luminárias, bancos, vasos, jardineiras, arco Inox e escultura do ex-deputado, em Bronze de 2,80m, mais pedestal e aterro”, conta Lêdo Ivo em matéria publicada pelo Blog em março desse ano.

A ideia do projeto, seria a Praça com a escultura do ex-deputado, instalada em frente ao portão da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), nas proximidades do Parque Josepha Coelho. O valor do projeto é de R$ 380.920,00 e o autor explica como foi feito o acordo de pagamento.

“O Contrato que passou pela Procuradoria diz o seguinte: 30% do pagamento na entrada, acordado por 30 dias, mais 30% após 60 dias do encaminhamento do projeto e 40% do valor, após entrega da obra. Realizei e fiz a mediação de 60%, recebi apenas 30% e engajei o nome da minha empresa junto aos fornecedores. Me encontro devedor da Dívida Ativa da União e fiquei algemado ao projeto com uma nota fiscal não paga, não por minha culpa, mas de quem não cumpriu o acordo”, revelou .

Atual Administração
“O prefeito Miguel Coelho me “recebeu” na porta do seu Gabinete… E ultimamente a Secretária de Cultura Maria Elena, me deu o parecer do prefeito propondo um parcelamento do que foi acordado, como se eu fosse uma instituição financeira”, disparou Lêdo Ivo, em relação a atitude da atual administração.

O autor da obra afirmou no início desse ano, que aguardava um contato de Guilherme Coelho, filho do ex-deputado para tratar do assunto e conclui impondo suas condições, revelando o possível fim que poderá ter a escultura de Osvaldo Coelho: derreter.

(Reprodução/Edenevaldo)

Nenhum comentário:

max ferro

max ferro
,

ebs serviços

ebs serviços
aluguel de maquinas

MEU OLHAR VALE MAIS DO QUE MIL PALAVRAS

MEU OLHAR VALE MAIS DO QUE MIL PALAVRAS
87 9965 4353