Conselho do PPI deverá analisar no dia 23 de agosto a proposta de concessão
Com a pauta desenvolvida pela União no sentido de viabilizar mais recursos e melhorias infraestruturais em diversos instrumentos públicos, o conselho do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) deverá analisar no dia 23 de agosto a proposta de concessão à iniciativa privada de 19 aeroportos que hoje estão sob administração da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero). O estudo visando a inclusão de novos aeroportos se concentra com mais efetividade na região Nordeste, nisso, o terminal de Petrolina poderá ser incluído no PPI, além dos dispostos em Recife, Maceió, Teresina, São Luís, João Pessoa, Aracaju, e Juazeiro do Norte (CE).
 
No plano do Governo Federal, o desejo seria que os aeroportos devem ser leiloados em blocos, que terão terminais superavitários e deficitários. O Governo Federal ainda não confirma oficialmente a lista de aeroportos abarcados pela medida, mas admite que estudos técnicos estão em andamento na área no Brasil; a informação extraoficial dos terminais foi repassada pela Agência Brasil.

Nesta semana, o ministro dos Transportes Maurício Quintella esteve no Senado Federal, na ocasião, ele negou a privatização da Infraero. No entanto, admitiu a possibilidade de abrir parte do capital da empresa. Segundo Quintella, o governo estuda medidas a serem tomadas para resolver os problemas da empresa, que acumula prejuízos bilionários nos últimos anos. Além da venda de parte da Infraero para a iniciativa privada, estão em pauta a concessão em blocos de aeroportos e a criação de uma nova estatal para ficar com os ativos da Infraero ligados à área de navegação e que se chamaria Nav Brasil.

Inf. Waldiney