(Foto: Facebook/Layse dos Santos Silva)
O principal suspeito, da morte de um jovem de 20 anos, é ex-companheiro da vítima, de 38 anos. O crime aconteceu durante a noite desta terça-feira (20), em Juazeiro. A jovem prestou queixa contra o ex em abril.

Layse dos Santos Silva saía do trabalho a bordo de um mototáxi, quando um homem chegou atirando e ela foi baleada. O Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) foi encaminhado ao local, mas ela morreu durante o atendimento.


O mototaxista que levava a vítima também ficou ferido pelos disparos e foi levado a um hospital. O estado de saúde dele é desconhecido. O corpo da jovem foi levado ao Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Juazeiro.

De acordo com a Delegacia da Mulher de Juazeiro, no início do ano, a jovem prestou queixa na unidade contra o ex-companheiro, que já tinha tentado matá-la. Na época, ele atirou contra Layse quando ela estava na casa da mãe, mas o disparo não chegou a acertar a jovem. Desde abril, mês em que foi prestada a queixa, estava em vigor uma medida protetiva que proibia o ex-companheiro de se aproximar da jovem.

Nota de Pesar
A Secretaria de Desenvolvimento Social, Mulher e Diversidade (SEDES) lamenta profundamente e se solidariza com família e amigos da jovem LAISE DOS SANTOS SILVA, ex-monitora do Qualifica Juazeiro e hoje mais uma vítima de feminicídio. A SEDES expressa apoio e repudia veementemente toda e qualquer forma de violência e opressão contra a mulher.

Inf. Blog do Waldiney Passos