(Foto: Divulgação)
Durante sessão desta quinta-feira (11) o Plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), decidiu, por unanimidade, pela realização de eleições suplementares em Belo Jardim. O Presidente da Câmara dos Vereadores deverá assumir o cargo de prefeito da cidade até as eleições.

O candidato João Mendonça (PSB), que tinha vencido o pleito de 2016, teve o registro de candidatura impugnado pelo Ministério Público e coligações adversárias por improbidade administrativa com dano ao erário e enriquecimento ilícito. Ele concorreu à eleição de 2016 com o registro indeferido, aguardando julgamento definitivo do recurso pela Justiça Eleitoral. João Mendonça estava no cargo amparado por liminar concedida pelo TSE.

O Presidente da Câmara dos Vereadores de Belo Jardim deverá assumir o cargo de prefeito da cidade até o resultado das eleições suplementares, mas o TSE ainda não divulgou data para esse pleito.