parceiros

blogs

quarta-feira, 31 de maio de 2017

Assassino confesso de Bruna e Taiane é condenado a 30 anos de prisão; crime ocorrido em 2016 chocou petrolinenses


O juiz Elder Muniz de Carvalho Souza, da 2ª Vara Criminal da Comarca de Petrolina, decidiu condenar o réu Lucas Conceição Santos a uma pena de 30 anos de reclusão, em regime fechado, pela morte brutal das adolescentes Bruna Souza Torres e Taiane de Souza Costa (ambas de 19 anos), ocorrida no dia 5 de setembro de 2016. Os corpos das garotas foram encontrados numa área do Distrito Industrial da cidade.

No dia do ocorrido, segundo denúncia do Ministério Público, os denunciados Lucas Conceição e Lindolfo Filho ameaçaram as vítimas com uma faca, roubando dois aparelhos celulares das mesmas. Em seguida, elas teriam sido levadas para um matagal, onde foram despidas e mortas, sendo encontradas posteriormente após busca por familiares e populares.

O crime foi solucionado após intenso trabalho da Polícia Civil de Pernambuco (PCPE), com a oitiva de inúmeras testemunhas e realização de exame de DNA no corpo das jovens, uma vez que havia a suspeita de que Bruna e Taiane teriam sido estupradas antes de serem assassinadas. Mas ficou descartada a existência de material genético do réu na roupa das vítimas.

Em sua sentença, o magistrado apontou estarem presentes no crime “elementos de crueldade às vítimas e a todo gênero feminino, mostrando a personalidade criminosa do réu”. Ainda segundo Elder Muniz, a morte das duas adolescentes, que poderiam contribuir para o sustento econômico da família e o intenso sofrimento emocional causado aos familiares e ao próprio meio social, seriam razões suficientes para manter o réu preso. Vale lembra Lindolfo Filho, o ‘Lindolfinho’, que também foi preso à época juntamente com Lucas, foi morto recentemente a tiros, em abril deste ano. O corpo dele foi encontrado na zona rural de Casa Nova, norte da Bahia.

Nenhum comentário:

MEU OLHAR VALE MAIS DO QUE MIL PALAVRAS

MEU OLHAR VALE MAIS DO QUE MIL PALAVRAS
87 9965 4353