(Foto: Montagem)
A Secretaria de Educação de Petrolina (Seduc) realizará, nos dias 30 e 31 deste mês, uma reunião técnica com os gestores escolares das redes municipal, estadual e privada para repassar orientações quanto ao acompanhamento e coleta da frequência escolar do bimestre fevereiro e março, uma ação de condicionalidade do Programa Bolsa Família. O encontro vai acontecer no auditório da Secretaria, localizado 2 º andar, no Centro de Convenções.

No dia 30, entre 9h e 12h, a reunião será com os gestores das escolas estaduais; pela tarde, das 13h às 16h, a reunião é destinada as escolas municipais e CMEI’s da sede e o Instituto Federal. Já no dia 31, pela parte da manhã, os gestores das unidades escolares municipais do interior são esperados para o encontro e, pela tarde, os gestores da rede privada.

 
No encontro, além de repassar os detalhes da frequência, será apresentado o Sistema Presença – MEC e os índices gerais da cidade. De acordo com Nara Itla, coordenadora do setor, o acompanhamento da frequência escolar é fundamental porque a estratégia do Programa é a garantia do direito à educação, com o acesso e a permanência dos alunos na escola e o beneficio da família.

Nara explica que a apuração da frequência é responsabilidade da escola e que a equipe escolar tem que verificar diariamente a frequência do aluno e manter o diálogo com a família caso perceba muitas ausências. “Estas e outras orientações que vamos repassar para os gestores nesse encontro, além de alinharmos as ações da condicionalidade para este ano”.

O programa Bolsa Família tem gestão compartilhada no município entre as Secretarias de Educação, Saúde e Desenvolvimento Social. A Educação é responsável pela matrícula das crianças e adolescentes de 6 a 15 anos em estabelecimento regular de ensino; os alunos de seis a 15 anos devem cumprir a frequência escolar de 85%, enquanto o percentual dos jovens de 16 e 17 anos é 75% da carga horária mensal do ano letivo.