domingo, 30 de outubro de 2016

Segundo turno envolve 33 milhões de eleitores em 57 cidades


O segundo turno das eleições municipais, neste domingo (30), vai movimentar quase 33 milhões de eleitores (32.986.856), 22,5% do total nacional, em 57 municípios, sendo 18 capitais. Essa segunda rodada ocorre nas capitais ou cidades com mais de 200 mil eleitores em que nenhum candidato conseguiu mais da metade dos votos válidos no último dia 2. Quem não votou no primeiro turno ou não justificou pode participar normalmente. No primeiro turno, foram recebidas 7,8 milhões de justificativas. Cada região se organiza para garantir a votação em locais onde há ocupação de estudantes.
 
A ocupação de escolas em várias regiões é motivo de preocupação da Justiça Eleitoral. Segundo a assessoria do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a questão "está sendo abordada por cada TRE (Tribunal Regional Eleitoral), conforme a logística local".

O Paraná é o estado com maior número de ocupações – 843, de um total aproximado de quase 1.200 pelo país, tendo duas dezenas começado a ser alvo de reintegração de posse. O TRE local informou que os eleitores de Curitiba, Maringá e Ponta Grossa que votam em escolas estaduais, "ocupadas ou não", terão os locais de votação transferidos. No total, diz o tribunal, 206 locais (147 na capital, 32 em Maringá e 27 em Ponta Grossa) serão alterados, abrangendo 700.315 eleitores em 2.184 seções. Eles poderão consultar os locais no site do próprio TRE ou no telefone de atendimento ao eleitor: (41) 3330-8880.

Continue lendo...

Em Minas Gerais, onde se registram 70 ocupações, uma reunião na última quarta-feira (26) decidiu pela "coexistência" entre ocupação e votação no próximo domingo. "Nas escolas ocupadas, haverá a delimitação do local de mobilização dos estudantes no sábado e domingo do segundo turno, de forma a não atrapalhar o fluxo dos eleitores", informa o TRE mineiro. Participaram da reunião representantes da Justiça Eleitoral, do Ministério Público, do Executivo estadual e de estudantes secundaristas. "Além disso, ficou acertado que a ocupação não será estendida a outras escolas estaduais que são locais de votação, além das sete que já se encontram ocupadas em Belo Horizonte e uma em Juiz de Fora." Das sete, seis ficam na capital.

No Rio, o TRE afirmou, em nota, que o diálogo com os estudantes, por meio dos juízes das zonas eleitorais, tem sido "positivo" e que a expectativa é de votação normal. "Há locais onde já ficou acordado que os estudantes não irão interferir na organização das eleições, como é o caso da unidade de Realengo do Colégio Pedro II e do campus de São Gonçalo do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro (IFRJ)", informa o tribunal.

O Regional do Rio Grande do Sul informou que, até o momento, não há registro de problemas no estado. Os gaúchos terão votação em três municípios, além da capital: Canoas, Caxias do Sul e Santa Maria.

Justificativa
Se o eleitor não estiver em seu município, deve justificar no dia da votação, preenchendo um formulário (que pode ser impresso no site do TSE) e assinando na presença de um mesário. Caso não possa fazer isso no domingo, terá de apresentar a justificativa até 29 de dezembro, dois meses após o segundo turno. Aqueles que não justificaram no primeiro turno têm prazo até 1º de dezembro.

Das 57 cidades onde haverá eleição neste domingo, 13 são do estado de São Paulo, sendo sete na região metropolitana (Diadema, Guarulhos, Mauá, Osasco, São Bernardo do Campo, Santo André e Suzano) e seis no interior ou litoral (Bauru, Franca, Guarujá, Jundiaí, Ribeirão Preto e Sorocaba). O Rio de Janeiro tem oito cidades com nova disputa, incluindo a capital, segundo maior colégio eleitoral do país, com quase 4,9 milhões de eleitores.

Também ocorre segundo turno no quarto maior colégio eleitoral, Belo Horizonte (1,927 milhão). No primeiro (São Paulo) e no terceiro (Salvador), o resultado já saiu no dia 2. As capitais com segundo turno, além de Rio e Belo Horizonte, são Aracaju, Belém, Campo Grande, Cuiabá, Curitiba, Florianópolis, Fortaleza, Goiânia, Macapá, Maceió, Manaus, Porto Alegre, Porto Velho, Recife, São Luís e Vitória.

O número variou em relação aos resultados do primeiro turno, devido a algumas pendências judiciais. Ontem (27), por exemplo, o plenário do TSE confirmou a realização de eleições na cidade de Belford Roxo, na Baixada Fluminense. Um dos candidatos, Deodalto José Ferreira (DEM), concorreu no primeiro turno com registro indeferido, aguardando julgamento de recurso, e conseguiu 65.955 votos. Agora, ele poderá participar neste domingo, contra Waguinho (PMDB), que teve 102.777 votos. O município tem 328.777 eleitores.

(247)

Nenhum comentário:

max ferro

max ferro
,

ebs serviços

ebs serviços
aluguel de maquinas

MEU OLHAR VALE MAIS DO QUE MIL PALAVRAS

MEU OLHAR VALE MAIS DO QUE MIL PALAVRAS
87 9965 4353